Você respeita seu próprio tempo

VOCÊ RESPEITA SEU PRÓPRIO TEMPO?

Quando eu era pequena, meu pai era extremamente rígido com horários. Não podia atrasar um minuto. Não bastava chegar na hora, tinha que ser 10 minutos antes. Éramos sempre os primeiros a chegar nas festas, mesmo tendo ficado esperando “dar a hora” dentro do carro.

Só tem um jeito de eu chegar na hora em qualquer lugar que seja com meus filhos pequenos: me estressando, arrastando pelo braço, impondo a minha velocidade perante a deles.

Eu cresci sem saber respeitar meu tempo. Sempre fui a mais nova da sala, e vocês sabem: têm épocas da vida em que isso faz muita diferença. Acho que eu era boba. Não acompanhava em termos de maturidade.

Sempre fui alvo fácil pra bullyings. Eu entrava muito rápido nos paranauê, em dois minutos estava chorando.

Aos 21 anos, perdi minha virgindade num estupro auto-imposto, porque era a última das minhas amigas a ser virgem e queria logo “resolver o problema e começar a curtir”.

Eu poderia ficar o dia todo aqui trazendo exemplos de como venho, sistematicamente, desrespeitando o meu próprio tempo há anos – mas o que quero comunicar aqui é que estou REDESCOBRINDO o meu próprio tempo.

Porque, um dia, ele era a coisa mais natural pra mim.

Então eu tenho me demorado um pouco mais olhando pela janela antes de sair da cama. E venho permitindo estar um pouco com as crianças todos os dias antes de começar a trabalhar.

Viver em meio à natureza ajuda nesse processo porque a gente é obrigada a respeitar o ritmo natural das coisas: se ventou, a balsa pára – não se tem o que fazer. Às vezes, a internet cai – eu moro em uma Ilha afinal de contas.

Tenho dedicado mais tempo à leitura e menos às redes sociais. Tenho mandado emails todas as semanas para a galera que me acompanha mais de perto. Tenho prezado demais o tempo ao vivo com meus alunos, alunas e mentorandas. Tenho vivido mais no tempo do sol e da lua do que no do relógio.

Eu não culpo meu pai por ter feito o que fez porque sei que ele estava fazendo apenas o que fizeram com ele, e o que fizeram com os que vieram antes dele.

E tenho me dedicado, todos os dias, a permitir que este ciclo de não respeito ao próprio tempo termine em mim ♥️

Você respeita seu próprio tempo?

Flavia Melissa

Sobre

É psicóloga e uma das maiores vozes brasileiras do autoconhecimento e da liberdade emocional na internet. Desde 2012, impacta diariamente a vida de mais de 400 mil pessoas através de seus canais nas redes sociais e de seus 3 livros publicados. Flavia está na lista das 14 YouTubers brasileiras para conhecer e acompanhar, segundo o jornal O Estado de São Paulo, e seu primeiro livro, Sua Melhor Versão – Desperte para uma nova Consciência, foi best-seller no Brasil, estando nas principais listas de títulos mais vendidos. Com mais de 8000 alunas, conduz pessoas a se conhecerem e se reconectarem com quem realmente são para construir uma vida mais leve nos relacionamentos consigo mesmas e com os outros.