0
É possível reCriar a realidade?

É possível reCriar a realidade?

P: “Passado fica no passado. Somos nós que criamos nossa realidade, somos responsáveis por nossas ações, ok, mas e se, ao aceitarmos nossos “erros”, percebermos que deixamos passar uma boa oportunidade na vida, aliás “AAAA” oportunidade,  e quisermos  refazer a nossa realidade, por exemplo, tentar recuperar aquela boa oportunidade que passou. Podemos fazer? Mas como? Tentar ReCriar a oportunidade para assim aproveitá-la? Até que ponto podemos tentar Recriar aquela realidade? Ou simplesmente “engolir o choro” e o que passou, PASSOU?”

R: Wow, muita coisa o que destrinchar aqui na sua pergunta. Mas, antes de qualquer coisa, quero que preste atenção na letra desta música, “Como uma onda no Mar”, de Lulu Santos.

“Nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia. Tudo passa, tudo sempre passará. A vida vem em ondas como um mar, num indo e vindo infinito… Tudo o que se vê não é igual ao que a gente viu há um segundo, tudo muda o tempo todo no mundo. Não adianta fugir nem mentir pra si mesmo agora. Há tanta vida lá fora e, aqui dentro, sempre: como uma onda no mar”.

Esta música, por si só, já seria a resposta da sua pergunta. Você fala sobre deixar passar “AAA” oportunidade, mas veja bem, esta percepção é completamente ilusória, porque ela é apenas “AAA” oportunidade HOJE, tendo a onda vindo e ido e você, de onde está agora, tendo uma visão diferente sobre o que aconteceu no passado. Quando aconteceu, “AAA” oportunidade não era “AAA” oportunidade. Era uma oportunidade ou nem isso: era apenas alguma coisa. Você deixou passar esta oportunidade porque, na época, foi o melhor que conseguiu fazer, então não existiu “erro” – nem entre aspas e nem sem aspas. Foi o mais acertado de acordo com o grau de consciência e com as ferramentas das quais você dispunha no momento. “Tudo o que se vê não é igual ao que a gente viu há um segundo”.

E “nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia”, ou seja: não existe REfazer ou REcriar, porque a situação não é a mesma para ser “re” qualquer coisa. “AAA” oportunidade não é uma oportunidade, a situação mudou e você mudou – você só pensa como pensa hoje porque viveu o que viveu um dia e porque fez as escolhas que fez. Pensar em REfazer ou REcriar são apenas formas de negar o que existe hoje e voltar no tempo para uma situação em que a sua mente te diz que, se você tivesse agido diferente, sua vida inteira estaria nos trilhos em vez de estar desconfortável como está agora.

“Não adianta fugir e nem mentir pra si mesmo”: a vida acontece agora. Então, no AGORA, você pode sim buscar todas as formas possíveis de aproveitar o que quer que seja – coisas novas ou coisas que, em outro momento da sua vida, não fizeram sentido. Você pode fazer o que quiser – esta é a beleza do conceito de livre-arbítrio, absolutamente nada te impede. Mas esteja consciente de que o que quer que seja que você faça, estará fazendo no HOJE. Você não está consertando supostos erros ou percepções de erros do seu passado, você não estará correndo atrás do tempo perdido, você não estará tentando reescrever a sua história, porque a sua e a minha história são escritas a cada dia. Pode parecer que a diferença aqui está apenas em uma palavra, escrever ao invés de reescrever, mas a questão é muito mais profunda do que isso, e passa pela aceitação plena, amorosa e pacífica de tudo o que você viveu um dia. Trata-se de respeito pela pessoa que você foi no passado e que julgou, naquele momento, que decisão que estava tomando era a melhor possível. Não existe esta história de que “se eu soubesse do que sei hoje teria agido diferente”, porque você não saberia o que sabe hoje se NÃO TIVESSE AGIDO COMO AGIU. Me parece que uma boa dose de compaixão por si mesma e pelas escolhas que você fez na vida, sempre tentando acertar, está sendo super necessária neste momento para você desvendar o quebra-cabeças…

A vibração energética de escrever uma história ou reescrever uma história é absolutamente diferente. Quando você se destina e se propõe a caminhar na direção do que quer viver HOJE, está sintonizada com o agora, apropriada do seu passado e caminhando na direção do seu futuro. Quando você se destina a reescrever o que já foi escrito um dia e que precisa ser editado porque não é bom o suficiente, a vibração é de total não aceitação – de si mesma, das decisões que você tomou e das consequências que suas escolhas tiveram. Na vida não escrevemos à lápis, e sim com uma caneta bem grossa – e não existe corretivo. Você não pode mudar o que já escreveu mas pode, a qualquer momento, reescrever algo novo. Mas para caminhar na direção do seu futuro é necessário que você fixe os seus dois pés no PRESENTE, este é o ponto de partida. E não existe estar no presente sem se apropriar do seu passado.

A vida, ah!, a vida… Vem em ondas, como um mar, num vai e vem infinito. Flua com a vida.
Como uma onda no mar.

Sobre flavia